assista o documentário interativo - escolha um dos menus

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Percursos 1

video


Apresentamos as primeiras imagens produzidas durante o Projeto Percursos Urbanos, num percurso pelo Arroio Dilúvio, numa parceria entre o Habitantes do Arroio e a Bienal do Mercosul. Além do vídeo produzido pela equipe do projeto na Ponte de Pedra da Praça Açorianos, seguem as imagens enviadas por Tadeu Fernando Peters Dornelles que participou do percurso:


sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Surf no Dilúvio


Após o temporal que atingiu Porto Alegre na última quinta-feira, uma notícia inusitada se espalhou pelos sites de vídeos, blogs e agências de notícia do mundo todo, mostrando a iniciativa do publicitário Ricardo Dullius e de seus amigos Nelson Pinto, Juliano Didonet e Mark Daniel de aproveitar a enxurrada no Arroio Dilúvio para a prática do Surf. De todos os conflitos de uso e projetos para o Arroio, a sua utilização para o surf e como estratégia de mídia foi de longe a menos esperada de nossa pesquisa...




Conforme descrito no site http://www.aisimhein.com.br/esportes/surf-na-enchente/

"eles esperaram bastante tempo pelas condições certas. Disseram que é uma combinação de muita chuva em um curto espaço de tempo que faz o dilúvio ser surfável.

A ação só envolveu os quatro amigos.Mas muitos passantes registraram o fato. Dullius declarou em seu Twitter: ¨ Fazer algo que nunca foi feito gera uma sensação que nunca foi sentida e completamente indescritível. ¨
Sobre os boatos de a função ter sido uma ação promocional, eles disseram que sabiam que ia gerar muita mídia espontânea e que aproveitaram para divulgar as marcas deles a BOAT camisetas, a Resting Bird e de Pranchas Roots Corp."


sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Acompanhe em detalhes o percurso de ontem!



O percurso pelo Arroio Dilúvio em parceria com a Bienal do Mercosul foi um sucesso. Gostaríamos de agradecer a todos que participaram conosco desta comunidade ética que começa a ganhar corpo. Ficamos muito contentes com a participação de tantas pessoas interessadas na temática ambiental, na memória ambiental, na bacia do Arroio Dilúvio. Aguardem a postagem dos vídeos que registramos durante o percurso. Hoje é possível acompanhar todo o histórico do percurso, com comentários online de leitores, no site da ZH.com que esteve conosco ontem:

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a2708204.xml


Muitas pessoas estão pedindo para repetirmos o percurso, faremos mais apresentações do projeto no primeiro semestre de 2010. Acompanhem pelo blog!

um abraço

Rafael.

Obs: as fotografias postadas nesta mensagem foram produzidas por ZH.com, obtidas no link indicado

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Habitantes do Arroio no Projeto Percusos Urbanos da Bienal do Mercosul:



Participe de um percurso guiado pela equipe da pesquisa, em um ônibus do Projeto Percursos, da 7ª Bienal do Mercosul, com o artista Julio Lira.

O percurso é aberto ao público, com vagas limitadas.
Inscrições antecipadas: ligue para (51) 3254 7545 ou escreva para julia@bienalmercosul.art.br

Confira o roteiro:

Data: 05 de novembro de 2009 - Horário: 15:00hs às 18:30hs
Saída: Armazém A3 do Cais do Porto – Bienal do Mercosul (chegar às 14:45hs para inscrição no ônibus)

Concepção: Visita guiada pela sub-bacia do Arroio Dilúvio, em Porto Alegre, com o objetivo de que o público alvo conheça as imagens produzidas pelo projeto habitantes do arroio, as imagens antigas da paisagem da cidade relacionada ao arroio, as informações sobre saneamento e a dinâmica ambiental da bacia, e as discussões contemporâneas sobre novos modelos de saneamento e urbanização de arroios. Como parte do percurso, sugere-se que os próprios participantes produzam suas imagens em vídeo ou fotografia (equipamento a ser disponibilizado pela Bienal) do percurso ou dos pontos de parada, e que as mesmas sejam enviadas, junto com textos de sua autoria, para compor novas postagens no blog do projeto. O material poderá ser enviado para o blog do projeto através do email - habitantesdoarroio.leitor@blogger.com

A equipe do projeto também fará o seu registro do percurso para compor outras postagens para o blog.

ROTEIRO DO PERCURSO

15hs – 1 - CAIS DO PORTO
Preparação: Conversa inicial na Bienal do Mercosul apresentando o projeto, a equipe e a proposta do percurso – investigar o Arroio Dilúvio como Paisagem Urbana – possibilidades e cotidiano de uso (lazer, transporte, moradia, saneamento), memórias e projetos. Proposta dos passageiros exercitarem a produção de imagens pela observação participante como técnica de pesquisa etnográfica. As imagens podem ser enviadas para o blog do projeto com textos, comentários, etc. Duração: 15min.

Trajeto 1 – Avenida Mauá / Av. Pres. João Goulart (Passaremos pela ponta da cadeia – obras do Socioambiental)/ Av. Loureiro da Silva (retorno pela Av. Augusto de Carvalho, estacionamento na Rua Washington Luís).

15:30h - Parada 1 – Praça dos Açorianos / Ponte de Pedra
Tempo de parada 15min.
Exibição de vídeo sobre a Ponte de Pedra (3min.) Caminhada pela ponte de pedra, produção de imagens
Voltando para o ônibus, assistir ao vídeo com morador da Travessa Pesqueiro – Sr. José

15:50 - Trajeto 2 - Av. Loureiro da Silva / Av. José do Patrocínio / Rua Venâncio Aires / Av. Érico Veríssimo / Rua Venâncio Aires / Rua João Alfredo / Rua da República / Rua Baronesa do Gravataí / Av. Aureliano de Figueiredo Pinto / Travessa Pesqueiro/ Av. Luis Guaranha / Av. Praia de Belas / Avenida Ipiranga (direção oposta ao Lago Guaíba) / Ponte Av. João Pessoa
Enquanto o ônibus anda, mostraremos vídeos com fotos antigas.

16:10hs - Ponto de Parada 2 – Ponte na Avenida João Pessoa. (ônibus estaciona na João Pessoa, ou entra pela Rua Luiz Manoel atrás do Colégio Julinho e para num Posto de Gasolina na Av. Ipiranga, entrando pela Rua Del Grant).
Antes de sair do ônibus, assistimos ao vídeo com entrevista com Sr. LEOPOLDINO sobre a canalização do arroio.
Caminhada até a Ponte da Av. João Pessoa. Descida nos degraus da ponte para olhar o Arroio de Baixo. Produção de Imagens. Retorno ao ônibus. Tempo de parada 30min.

16:40 - Trajeto 3 – Av. Ipiranga retorno pela Ponte da Azenha/ volta pelo lado direito / segue pela Av. Ipiranga, passa PUC/ Parada num Posto de Gasolina BR depois do Detran (imediações da Av. Joaquim Porto Vilanova)
Enquanto o ônibus anda passamos vídeos da paisagem do arroio – animais, afluentes, trânsito

17:00hs Ponto de Parada 3 – Descida no talude do Arroio Dilúvio, caminhada pela lateral do arroio. Opção de subir na ponte de madeira ou descer até o nível do arroio. Tempo de parada 15min
Na saída projeção do vídeo com o Engenheiro Sanitarista Paulo Paim (DRH-SEMA/RS) - urbanização de arroios.

Se tivermos tempo: - Trajeto 4 – Av. Ipiranga lado direito / direção Av. Bento Gonçalves / UFRGS, Anel Viário do Campus do Vale da UFRGS / Ponte da Barragem / Saída na Av. Salgado Filho (Viamão) em frente a Vila Herdeiros – (Mostrar video Arroio Sem Nome) – Av. Bento Gonçalves

17:20 - Trajeto 5 - Av. Ipiranga / Av. Bento Gonçalves / Rua Beco dos Marianos

17:40 - Ponto de Parada 4 – Rua Beco dos Marianos / Rua 1 - observação do arroio, conversa com moradores que passam. Escuta do arroio. Tempo de parada 15min. No ônibus, vídeo com obras do DMAE no Beco dos Marianos

18:00hs - Trajeto 6 – Rua Beco dos Marianos / Av. Ipiranga (direção centro) / Av. Edvaldo Pereira Paiva (Foz do Dilúvio – Anfiteatro Pôr-do-Sol)

18:30hs - Ponto de Parada 5 – Anfiteatro Pôr-do-Sol – Foz do Arroio Dilúvio. Encerramento do percurso – observação da foz e do Lago Guaíba, - conversas finais com os participantes.

Mapa do Percurso:



Visualizar Percurso na Bienal Projeto Habitantes do Arroio em um mapa maior

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Estação de Bombeamento Ponta da Cadeia

Estas narrativas audiovisuais (crônicas) foram elaboradas com material recolhido em saída de campo realizada em 26/08/2009 na Estação de Bombeamento Ponta da Cadeia, onde estavam presentes Maria de Lourdes Wolf do departamento de comunicação social - DMAE e o Engenheiro Waldir Flores - DMAE. Nesta ocasião, nós da equipe do Projeto Habitantes do Arroio tivemos a oportunidade de conhecer e compreender, não somente, o Projeto Socioambiental, como também a realidade cotidiana do DMAE – Departamento de Água e Esgoto.

Por meio de entrevista, o Engenheiro Waldir Flores nos conta sobre os projetos em andamento, bem como a realidade enfrentada diariamente pelo departamento.

O que é o Socioambiental? De que maneira ele beneficiará o Arroio Dilúvio e a Cidade de Porto Alegre? Como ocorre a abordagem realizada pelo DMAE? De que forma esta é recebida pelos moradores? Estas são apenas algumas das muitas questões que foram elucidadas durante esta entrevista, e que são abordadas nas crônicas que seguem abaixo.

video


video

ARROIO DILÚVIO - Mapa dos locais pesquisados em Porto Alegre - clique nos ícones para ver


Visualizar Videos do Projeto em um mapa maior