assista o documentário interativo - escolha um dos menus

terça-feira, 14 de julho de 2009

Pescando imagens da fauna do arroio


Quem tem passado na Avenida Ipiranga com um olhar mais atento para o Arroio Dilúvio pode se surpreender com a grande quantidade de garças sobrevoando as águas. Vultos brancos, graciosos, movimentam-se entre a copa das árvores, os taludes e as pequenas ilhas em meio às águas do Dilúvio, evitando as pistas movimentadas dos automóveis. Se olharmos mais atentamente, não são apenas garças que compõem a fauna que habita o arroio. Neste trecho, entre as Avenidas Ramiro Barcelos e Silva Só, encontramos muitas tartarugas, biguás e por incrível que pareça, alguns peixes. Embora pareça uma contradição, encontrar tais animais não significa necessariamente que o arroio volta a respirar, que suas águas estejam com níveis mais aceitáveis de degradação. Justamente a presença de matéria orgânica em grande quantidade, advinda do lixo, do esgoto cloacal ainda presente no arroio, pode contribuir para a proliferação de microorganismos, de insetos, e de outras fontes de alimento para os animais de maior porte. Por outro lado, a presença de algumas poucas espécies em maior quantidade poderia ser também um sinal de degradação do ambiente, pois espécies resistentes, como a tartaruga que se vê no arroio, podem ser compreendidas como indicadores da qualidade ambiental do lugar. Tais animais, além de se reproduzirem em um habitat inusitado como as saídas de encanamentos de esgoto, podem ser vetores de doenças, ou estar sujeitos a processos conhecidos como mutagênicos, ou seja, de alteração das suas características originais, como ocorre, por exemplo, com as pombas que apresentam deformidades no meio urbano. Tais informações estarão desenvolvidas em breve, aqui no blog, após consultarmos alguns especialistas na área. Por enquanto, acompanhe a nossa pescaria de imagens e admire os ritmos da paisagem urbana.

ARROIO DILÚVIO - Mapa dos locais pesquisados em Porto Alegre - clique nos ícones para ver


Visualizar Videos do Projeto em um mapa maior